Pular para o conteúdo
Conexão indígenas
Search
Close this search box.

Estudantes Indígenas da Unb protestam durante ato em Brasília contra PL 490

Estudantes Indígenas da Unb protestam durante ato em Brasília contra PL 490

Diante dessa ameaça contra a terra indígenas, os estudantes indígenas da Universidade de Brasília (UnB) e outros organização estão lutando contra o chamado “marco temporal” no Distrito Federal, nesta terça feira (30).

O marco temporal é uma proposta que busca limitar os direitos territoriais indígenas, estabelecendo que somente serão reconhecidas como terras indígenas aquelas que estivessem sob posse das comunidades indígenas na data da promulgação da Constituição Federal de 1988.

Estudantes indígenas da UnB estão comprometidos nessa luta, pois entendem que o marco temporal é uma ameaça aos direitos e à autonomia dos povos indígenas. Eles argumentam que muitas comunidades indígenas foram expulsas de suas terras ancestrais antes de 1988, em virtude de violência, pressão e políticas governamentais discriminatórias. Portanto, restringir o reconhecimento de suas terras apenas àquelas que estavam em posse na época do marco temporal é injusto e nega a história e os direitos indígenas.

A mobilização dos estudantes indígenas da UnB contra o marco temporal

Ato conta marco temporal: Arquivo pessoal

A mobilização dos estudantes indígenas da UnB contra o marco temporal é fundamental para conscientizar a sociedade e pressionar as autoridades a repensarem essa interpretação. É importante destacar que os povos indígenas têm o direito originário sobre suas terras, reconhecido internacionalmente, e qualquer retrocesso nesse sentido representa uma grave violação dos direitos humanos.

Leia também: Estudante Indígena da UnB Oziel Ticuna é selecionado pela ONU para formação em Direitos Humanos em Genebra, Suíça  

A participação dos estudantes indígenas nessa luta contribui para fortalecer o movimento indígena e ampliar a conscientização sobre a importância de respeitar e preservar os direitos indígenas e vidas dos povos originários.

Universidade de Brasília, como espaço de ensino, pesquisa na área indígenas e formação de cidadãos conscientes, desempenha um papel fundamental ao proporcionar o apoio e espaço necessários para que os estudantes indígenas possam se organizar e se comprometer nessa luta.
Espero que os esforços dos estudantes indígenas da UnB e de outros ativistas resultem em avanços significativos na luta contra o marco temporal e na defesa dos direitos indígenas no Distrito Federal e em todo o país.


Descubra mais sobre Conexão Indígenas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress

Descubra mais sobre Conexão Indígenas

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading